Crianças, Sim! Infância, Não? Breves Relatos Sobre a História da Infância e da Educação Infantil: Uma Conquista Recente e de Vários Atores






Dorcas Tussi1 Cleonice Maria Tomazzetti 2 publicado em 03/05/2010 como <www.partes.com.br/emquestao/brevesrelatos.asp>   RESUMO: É a história da infância e algumas análises atuais de estudos sobre a área da educação infantil que iremos partilhar/contar. A preocupação com o crescimento e desenvolvimento saudável das crianças, o atentar para a sua formação como ser humano concreto, produtor de […]






Fatores Intervenientes no Desenvolvimento Infantil






Fatores Intervenientes no Desenvolvimento Infantil Caroline Côrtes Lacerda[*] Publicado originalmente como <www.partes.com.br/educacao/fatoresintervenientes.asp>   Tomando como referência, o quadro de evolução da sociedade, as transformações sociais e tecnológicas, observa-se a necessidade de uma maior valorização do período da infância, devido as mudanças também interferirem no processo de desenvolvimento infantil.  Os primeiros anos de vida são fundamentais […]






Um breve Histórico da Infância e da Instituição de Educação Infantil






Laila Azize Souto Ahmad* publicado em 20/06/2009   O conceito de infância é fruto de uma construção social, porém, percebe-se que sempre houve criança, mas nem sempre infância. São vários os tempos da infância, estes apresentam realidades e representações diversas, porque nossa sociedade foi constituindo-se de uma forma, em que ser criança começa a ganhar […]






A Formação docente e a Educação para a Morte






Maria do Socorro Nascimento de Mello publicado em 23/01/2008 INTRODUÇÃO A morte é mais do que um fim inevitável, porque integra uma parte da existência do homem. Pode apresentar-se em todas as discussões no âmbito filosófico, religioso, antropológico, sociológico, médico e educacional, obtendo interpretações distintas. Porém, de modo geral, a morte, admitida como única certeza […]






Educação infantil: direito do cidadão e dever do município






Tema pouco explorado desde a publicação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação é o da natureza obrigatória da educação infantil. Quando se fala no princípio da obrigatoriedade da educação, fala-se em responsabilidade de mão dupla: do Estado e da família. Ocorre que, por outro lado, o art. 4º da LDB estabelece como dever do Estado, e portanto, como sua obrigação, o atendimento gratuito em creches e pré-escolas às crianças de zero a seis anos de idade.