De que riem os democratas?






Gilberto da Silva Este texto é uma retomada de uma reflexão feita há dez anos, em muitos aspectos tudo permanece igual. Exceto meus cabelos – que sobraram – brancos. As barreiras físicas – ideológicas caíram com o ruir das pedras de Berlim. Com os restos dos cascalhos germânicos, iniciou-se a guerra ideológica dada desde o […]






O político e suas obras






Gilberto da Silva Vejamos algumas palavras a respeito dos políticos (alguns) e de suas milagrosas obras (se é que elas realizam milagres!). Obra é construção, trabalho, produção. Mas no vocabulário político obra é visibilidade, matéria de publicidade quase que infinita, repleta de concreticidade (a do concreto), um out-door permanente. As obras dos políticos são geralmente […]






Visitando os amigos no inferno






De uns tempos para cá passei a visitar amigos, colegas e companheiros de longa jornada, depois de um certo tempo de distanciamento e isolamento devido à imersão ao mundo do trabalho, mudanças geográficas e nova constituição familiar. Durante este início de visitação comecei a observar algumas coisas interessantes, algumas já tinham passado pela minha cabeça, […]






Blindagens do real






Chega de blindagens do real. O ser blindado perdeu sua identidade e suas referências. Não há ação social efetiva com seres desvinculados de um cotidiano violento e inseguro. O primeiro movimento de fuga -sob o manto da “proteção” -foi o realizado pelas elites, já na década de 1980 e mais acentuadamente na década de 1990, […]






Lançamos o PUM!






Por Gilberto da Silva O PUM é um partido revolucionário, devastador, irreverente e coerente com seus princípios norteadores. É um partido fiel aos seus fundamentos. O PUM vem para alastrar seu conteúdo programático para toda a atmosfera planetária. Sim, o PUM é planetário. É um partido que pretende atingir todos os países, portanto, é internacionalista. […]






O Homem Banana






Por Gilberto da Silva Mulher Moranguinho. Mulher Melão. Mulher Laranja. Mulher Melancia. Mulher Samambaia. Mulher Pêra. Mulher Jiló e uma infinidade de mulheres vegetais e animais. Uma verdadeira salada de fruta inunda a tela da televisão brasileira. Um show de tetas, bundas, celulites e “erotismo vegetal”. É “inaCRÉUditável” como somos submetidos à batida erótica funk […]






Do fundo do baú – 02






Por Gilberto da Silva Escrevia certa vez em um jornal de Barueri. tempos de militância no movimento dos professores e partidária. Mas a questão da qualidade ainda ronda nossas salas de aulas. Bom, estou afastado das salas de aulas, mas meus ex-pares devem compreender…






Concordância






O sujeito é simples um elemento bom, objeto direto de todos os negócios. Não leva o anteposto feito concreto, parado, imóvel, sujeitos resumidos por tudo, nada, ninguém. Unidos ou infinitos a espera de um artigo qualquer, ou simplesmente unidos por nem, ninguém. O coletivo, somente alguns sujeitos, um e outro, nem e outro, concordando ou […]






Paulo Pobre






Paulo pobre Paulo, pobre, preto Pedreiro, pobre Pedindo pão, pinga Paulo patriota Pagando promessa.   Paulo, pobre, pacato preto, pedreiro Pagando promessa Pedindo pão, pinga.   Paulo pintor parado Ponto pequeno, Proletariado.   Paulo passado Prometendo pagar Preces, pensamento Pular, pecar.   Perdendo poder Patriotismo Perdendo pátria Pronto pra prisão.   Pedindo perdão Perigo, procedente […]






Casa na Ilha






Próximo ao farol, a barra, a terra, o sol iluminando uma bela paisagem. A praia, as pessoas atentas, belezas ao céu que azul, nuvens claras transmitem saudade.