Cultura

Imigrantes ucranianos em Prudentópolis e as contribuições socioculturais no rito natalino

IMIGRANTES UCRANIANOS EM PRUDENTÓPOLIS E AS CONTRIBIÇÕES SOCIOCULTURAIS NO RITO NATALINO Solange Franciele Mageroski* Resumo: O estudo busca recuperar os principais aspectos culturais do rito natalino ucraniano em Prudentópolis – PR. A história de ocupação do município se dá com a vinda de imigrantes ucranianos no ano de 1896, compondo assim a maior colônia de imigrantes ucranianos no território brasileiro.  Os imigrantes ucranianos trouxeram consigo os costumes, as tradições a religiosidade de seu país de origem e reproduziram em sua nova vivenda. Assim as tradições, os costumes nas festas religiosas ucranianas, são marcadas de significados e simbolismos, alguns remontem o período pré-cristão. Dessa forma, o objetivo do trabalho é apresentar informações sobre a multiplicidade de simbolismos praticados no período...
Continue a Leitura »
Turismo

Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada

Turismo sustentável: uma equação difícil de ser fechada     Fábio Luciano Violin A Organização das Nações Unidas declarou que 2017 é o ano Internacional do Turismo Sustentável, mas, o que isso significa? Por quais motivos essa temática é importante? O que é Turismo Sustentável? O planeta tem aproximadamente sete bilhões de pessoas e dessas cerca de um bilhão realiza viagens. Porém, o turismo não se encontra apenas nas viagens, a profissão de turismólogo engloba também o setor de eventos, meios de hospedagem, agenciamento de viagens, alimentos e bebidas, transporte aéreo, marítimos, ferroviário e rodoviário, ecoturismo, mercadologia e estratégias públicas e privadas além das áreas de preservação de espaços naturais tais como parques, reservas ecológicas, patrimônio material e imaterial entre outras...
Continue a Leitura »
Cultura

Banda Sinfônica do Estado de São Paulo – um epitáfio

BANDA SINFÔNICA DO ESTADO DE SÃO PAULO – UM EPITÁFIO    Por Antoine Kolokathis, diretor da Direção Cultura Assim como Carlos Gomes, maior compositor lírico das Américas, inúmeros músicos brasileiros atualmente espalhados pelo mundo como integrantes de grandes orquestras iniciaram seu aprendizado – e apreciação – musical por meio das bandas. Até o advento tecnológico da gravação musical a execução dessa arte era exclusivamente ao vivo. No Brasil Império formavam-se bandas nas cidades, vilas e fazendas. Em Campinas, Maneco Músico, pai de Carlos Gomes, era mestre de capela e tocava obras de mestres europeus, assim como músicas brasileiras populares e também sacras com sua orquestra-banda. Assim seu filho Tonico aprendeu a tocar vários instrumentos desde a infância e viria...
Continue a Leitura »
ambientalistas

Engajamento social contribui com a manutenção da biodiversidade

* por Daniel Sabará Um dos países com a maior riqueza em biodiversidade do mundo, o Brasil abriga, ao lado de outras 16 nações, 70% das espécies existentes. No entanto, ao falar desse tema, uma questão que merece destaque é o engajamento da sociedade com ações relacionadas à preservação do meio ambiente. Ao avaliar o cenário atual, por exemplo, podemos dizer que o país atravessa um momento crítico, pois ainda são registrados índices elevados de desmatamento e muitos utilizam as riquezas naturais de maneira indevida. Uma das soluções para esse problema é a criação de estratégias que ajudem a conscientizar a população, de forma que biodiversidade e sustentabilidade sejam igualmente valorizadas. Afinal, a vida na Terra depende da existência...
Continue a Leitura »
Educação

“A fonte das mulheres”: narrativas e linguagem cinematográfica para a desconstrução do machismo

“A fonte das mulheres”: narrativas e linguagem cinematográfica para a desconstrução do machismo Ramon Bezerra de Souza Jadson Pereira Vieira Kátia Farias Antero³    Resumo: A ideia de “superioridade masculina” se manifesta nas mentalidades das ditas sociedades ocidentais em seus diversos meios estruturais, podendo ser destacado então: âmbito familiar, educacional, econômico, político, social dentre outros, esta “superioridade”, foi instituída historicamente partir de um do que Machado (2000) chama de modelo patriarcal de sociedade. Para quebrar tais ideias precisamos desconstruir os lugares destinados ao que se diz ser masculino e ou feminino dentro de uma perspectiva das relações de gênero para que seja formada uma educação escolar menos misógina e sexista. Neste sentido, objetivamos com este trabalho desenvolver uma...
Continue a Leitura »
Crônicas

Assim deve ser o amor

ASSIM DEVE SER O AMOR Margarete Hülsendeger Talvez entre eu te amo e o amor propriamente dito haja um espaço intransponível. Talvez o tempo que passa. Mas não apenas. Talvez um inevitável desencontro. Essa incoerência. Carola Saavedra Inventário: “descrição detalhada do patrimônio de pessoa falecida, para que se possa proceder à partilha dos bens” ou “levantamento minucioso dos elementos de um todo; rol, lista, relação”. Ausente: “que ou quem se afastou temporariamente do lugar em que habita, que frequenta etc.” ou “que não se envolve, que não tem parte ativa em um relacionamento, em um grupo etc.; distante”. O primeiro, um substantivo, o segundo, um adjetivo, que, se combinados em uma mesma frase, podem gerar uma espécie de paradoxo....
Continue a Leitura »
Educação

A educação infantil e a construção de ambientes

A EDUCAÇÃO INFANTIL E A CONSTRUÇÃO DE AMBIENTES   Nívia Ferreira da Silva Menezes* Fernanda Duarte Araújo Silva** O presente artigo aborda questões referentes à utilização e organização espacial nas instituições de Educação Infantil. Discutimos sobre a importância da desconstrução de paradigmas antagônicos que permeiam o ensino da Educação Infantil na atualidade, propondo assim um projeto que torne realidade à utilização dos “cantinhos pedagógicos”, para que se conceba na organização do espaço a vivência plena da infância. Palavras – chave: Educação infantil. Organização dos Espaços. Infância. Sabemos que devemos entender as necessidades das crianças e transformar os espaços da Educação Infantil em locais aconchegantes, interessantes, criativos e ao mesmo tempo pedagógicos que contribuam com práticas educativas de qualidade. Deve ser...
Continue a Leitura »
Educação

A sala de aula 2.0

Por Ewerson Matos, Diretor de Negócios, Epson do Brasil   Para a geração millenial, as telas são as interfaces do dia a dia. Eles estão acostumados desde muito cedo com a interatividade. É a forma como se engajam com novas informações: seguindo links, avaliando informações complementares, conhecendo através de imagens, gráficos, mapas. No entanto, para essa geração conectada, o quadro negro continua a ocupar uma posição central na sala de aula. Sem interação, essa forma de exposição de conteúdo dispersa a atenção dos estudantes. Com tecnologia e acessibilidade, a informação circula com grande agilidade e chama mais atenção de crianças e adolescentes quando apresentada de formas que comunicam na mesma linguagem de sua geração. O quadro negro foi uma inovação...
Continue a Leitura »

Os desafios da educação do século XXI

Spencer Kagan (*) A educação tem tentado resolver os problemas do século XXI utilizando conceitos do século XX. E isso simplesmente não funciona nem vai funcionar. O problema: o planejamento da aula. Como Einstein sugere, a solução é adotar uma nova consciência. A educação precisa de uma nova perspectiva, de um novo olhar,  de uma mudança de paradigma. À medida que entramos no novo milênio, uma série de fatores está convergindo para fazer o atual trabalho dos professores parecer impossível. Estamos preocupados somente com resultados. Um exemplo é a prova do IDEB.  Obter notas mais altas é uma visão estreita do processo educacional. Nós precisamos desenvolver os alunos em diferentes aspectos. Nossa força de trabalho tornou-se mais global e...
Continue a Leitura »
Colunistas

Enquanto calam a inocência

Enquanto calam a inocência Gilda E. Kluppel Não que seja indiscreta, mas não pude deixar de ouvir, até porque a mulher falava em tom alto, tecendo elogios às duas crianças, que aguardavam a mãe do lado de fora do vestiário de uma loja. Ela dizia para as crianças o quanto eram parecidas com as fotos de seus netos, os quais não via há muito tempo por residirem em outro país. A mãe, que experimentava peças de roupas no vestiário, sai rapidamente com um olhar de censura àquela senhora. Em meio ao desespero, retira-se da loja deixando inúmeras peças de roupas no provador. Crianças não devem falar com estranhos. Entretanto, caso a mulher realmente sensibilizou-se com a semelhança entre as...
Continue a Leitura »
Educação

A sala de aula como espaço sócio histórico de aprendizagem: reflexões sobre o contexto escolar

Por Roberta Poltronieri Sociedade pós-moderna ou Sociedade contemporânea? Razão e capitalismo de mãos dadas, na história após a Revolução Francesa, assim a contemporaneidade iniciada no mundo ocidental e a consolidação do capitalismo, trouxe muitas reflexões e modelos de cidadãos, moldados pelo sistema econômico. Ao mesmo tempo o conceito de pós modernidade adveio com o esgotamento da razão na modernidade e a queda do muro de Berlim, prosseguiram a passos rápidos para a industrialização em massa, novas formas de exploração da mão de obra, consumo e a propaganda do progresso, que muitas nações aderiram em busca de se consolidar na era pós moderna, cultura, tecnologia, estética e a relativização da razão, permeiam alguns discursos em curso quando se fala sobre...
Continue a Leitura »
Educação

Por uma infância que dure a vida inteira

Criança tem que brincar todo dia. Mas férias é tempo de brincar ainda mais! Nesta época do ano as crianças não tem horário certo para acordar, nem lição de casa para fazer. Ou seja, é tempo de usar todo o tempo livre para brincar e se divertir. Tá certo que nem sempre é possível conciliar férias escolares com férias do trabalho, e esse período acaba sendo um “problema” para muitas famílias. Mas o que devemos ter em mente é que as férias sempre são muito esperadas pelas crianças e mesmo não estando de férias do trabalho, este momento é uma ótima oportunidade para se conectar novamente com aquela criança que habita (ou deveria habitar) o seu corpo. Que delícia...
Continue a Leitura »
Educação

A importância do Planejamento Escolar no início do ano letivo

Por Roberta Poltronieri As instituições escolares movimentam-se na tarefa educativa por meio de algumas formas. Ao começar o ano, muitos desafios e caminhos estão postos para o profissional da educação traçar durante todo o ano, a duração dos trimestres, novos alunos, materiais escolares, organização das aulas, entre outros fatores relevantes ao processo educacional dentro e fora da sala de aula. O processo de ensino e aprendizagem é a força geradora motriz do trabalho do professor, e muitas são as questões a serem pensadas, quando o sujeito professor entra em ação na sala de aula. Vasconcellos nos orienta que “ Planejar é um processo contínuo e dinâmico, de reflexão, tomada de decisão, colocação em prática e acompanhamento” De forma que...
Continue a Leitura »
Educação

Adaptação e readaptação na volta às aulas

* Por Edivoneide Andrade Muitas crianças, sejam elas marinheiras de primeira viagem ou veteranas, apresentam resistência em retornar à rotina escolar. Diante desse comportamento, os pais devem ter uma postura precisa para evitar possíveis traumas e transtornos futuros. O segredo é dialogar, pois quando há uma conversa franca entre pais e filhos, esta atitude evita problemas com os pequenos, principalmente com aqueles que estão ingressando, pela primeira vez, na escola e requerem uma atenção especial por parte dos seus genitores. Para os estreantes, a atenção deve ser redobrada, afinal, o primeiro dia de aula, muitas vezes, pode trazer resistência se não tiverem sido preparados para encarar um novo ambiente com pessoas totalmente desconhecidas. A insegurança toma conta dos pequeninos,...
Continue a Leitura »
Em questão

Um olhar para o Futuro

Por Heliomar Quaresma Um filme passa à memória quando rememoramos o passado. Analisamos as situações, os êxitos, os fracassos, o porquê de algo ter dado certo e os motivos para o que frustrantemente não se concretizou como o planejado. A vida, por mais que tentemos, é incontrolável. A soma da sucessão de eventos e seus efeitos levam a situações que, por mais que nos esforcemos, fogem às nossas expectativas e previsões. Mas o planejamento serve para que possamos alcançar, apesar dos percalços, nossos objetivos, sejam eles pessoais ou das organizações que nos encontramos. 2016 foi mais difícil do que poderíamos prever. Por mais que as análises da conjuntura pudessem especular sobre os rumos do país e da economia, a...
Continue a Leitura »
Cultura

Avenida Paulista

Avenida Paulista Gilda E. Kluppel Soberana reina no alto da cidade com entardecer inigualável composto de reflexos e cores de tom cinza azulado. Uma estação de brigadeiro vestida de verde aguarda os visitantes muitos trabalhadores apressados alguns robotizados e turistas deslumbrados. Poesia existe em seus contornos e entornos ou no espaço reservado a casa chamada das Rosas que insiste em se impor diante de edifícios espelhados cúpulas arredondadas e diferentes traçados. Em plataformas azuis pousam pássaros engravatados condutores de muitos destinos. Num grande vão livre obras de arte ornamentam seu caminho desapercebido por aqueles que caminham sem arte. Numa tímida entrada o jardim persiste entre jequitibás e sapucaias ainda cantam rolinhas e sabiás. Na nobre esquina circulam célebres e...
Continue a Leitura »
cidades sustentáveis

Cidades sustentáveis

Por Marcus Nakagawa “Você sabia que pode transformar a sua cidade em mais sustentável?” Sim, é possível. Existem vários movimentos para tornar as cidades mais inclusivas, amigáveis, agradáveis, transitáveis, menos impactantes ao meio ambiente, com menos lixo na rua, enfim, um sonho que muitos desejam. Interessante que, todas as vezes que trocamos ou viajamos para outras cidades, seja no Brasil ou fora dele, conseguimos enxergar coisas boas que não conseguimos ver no nosso dia a dia. Dizem que a grama do vizinho é sempre mais verde, talvez porque cada dia mais estamos vendo o que está do lado de lá, do que do lado de cá. Mais as fotos dos outros nas mídias sociais do que dentro da sua...
Continue a Leitura »

Professor, conheça a ‘Sala de Aula Invertida’

Luciana Campos (*) Você já parou para pensar quantas aulas um professor pode dar em uma semana? E quantos alunos esse professor precisa atingir? Será que todos os alunos conseguem compreender o conteúdo e tirar suas dúvidas? Você, que já pisou tantas vezes em uma sala de aula, sabe que ¼ do tempo da aula é dedicado à burocracia, como diário de classe, agendas, informativos. O outro ¼ da aula é para acalmar a bagunça, colocar a sala em ordem e chamar a atenção dos alunos. Assim, resta apenas metade do tempo para que o professor exponha os conteúdos didáticos. Mas quanto tempo é direcionado para a interação com os alunos? Parece não haver espaço para compartilhar ideias, debater temas...
Continue a Leitura »
Religião

O diálogo inter-religioso

*Padre Edison de Oliveira Desde a declaração Nostra Aetate, do Concílio Vaticano II, a Igreja busca manter o diálogo inter-religioso. Aí surge a pergunta: Por que o diálogo com religiões não cristãs é importante? Primeiro tenhamos em mente que a paz é o que se espera quando se fala em diálogo inter-religioso, bem como a liberdade que leva ao respeito à crença do outro. O empenho pela paz e pela liberdade religiosa são os principais pontos quando se fala da importância do diálogo inter-religioso. O essencial de cada religião no processo de diálogo deveria ser a virtude, pois esta contribui para a busca do bem comum. A virtude nos leva à opção pelo respeito ao outro. A Igreja Católica,...
Continue a Leitura »
comportamentos

Um olhar para o Futuro

Por Heliomar Quaresma Um filme passa à memória quando rememoramos o passado. Analisamos as situações, os êxitos, os fracassos, o porquê de algo ter dado certo e os motivos para o que frustrantemente não se concretizou como o planejado. A vida, por mais que tentemos, é incontrolável. A soma da sucessão de eventos e seus efeitos levam a situações que, por mais que nos esforcemos, fogem às nossas expectativas e previsões. Mas o planejamento serve para que possamos alcançar, apesar dos percalços, nossos objetivos, sejam eles pessoais ou das organizações que nos encontramos. 2016 foi mais difícil do que poderíamos prever. Por mais que as análises da conjuntura pudessem especular sobre os rumos do país e da economia, a...
Continue a Leitura »